quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Circle II Circle em São Paulo - Hangar 110 - 12/02/2011 - Eu estava lá !


O show do Circle II Circle era para mim um dos mais esperados do ano, pois sou fã da banda desde que ela existe e fã do Savatage desde moleque (o que já faz muito tempo).  Felizmente a banda acabou de lançar mais um ótimo traballho, o cd “Consequence Of Power”, e voltou à cidade de São Paulo para nos presentear com dois shows, sendo um elétrico e um acústico (que a gente resenha daqui a alguns dias).

O primeiro desses shows (elétrico) foi realizado no Hangar 110 e eu que nunca tinha ido ao lugar, achei pequeno e com um som e iluminação medianos. O público compareceu em grande número, o que fez com que o ar condicionado da casa não desse conta do recado e a pista que estava cheia virou um verdadeiro forno. Além disso, o show que estava marcado para as 20 hs começou com quase 2 horas de atraso .... sem comentários né ?

É fato que o Circle II Circle já passou por diversas formações, sempre tendo à frente o grande vocalista e fundador Zak Stevens. Desta vez não podia ser diferente e para estes shows no Brasil o CIIC contou com os músicos Paul Michael "Mitch" Stewart (Baixo), Rollie Feldmann (Guitarra) e o cabeludo Johnny Osborn (Bateria).


Eram quase 22 hs quando as cortinas se abriram (sim...tinha cortina vermelha), a banda surgiu no palco e já começou fazendo bonito. De cara tocam  três músicas do disco novo, iniciando com a pesada “Consequence Of Power”, “Symptoms Of Fate” e “Take Back Yesterday”.

Zak Stevens além de ser um vocalista fenomenal é ainda um frontman de respeito e entre uma música e outra sempre conversa com a platéia, enaltecendo o amor pelos fãs e agradecendo a presença de todos. E é ele mesmo que puxa o coro “Do Caralho” que é gritado por todos os presentes.


Na sequência tocam o primeiro clássico da noite. “Edge of Thorns” (dos tempos de Zak no Savatage) faz a galera cantar junto e pular de alegria.  Depois desse clássico eles mandam mais dois petardos. “Out of Nowhere” e “Soul Breaker” que preparam a platéia para mais um clássico do Savatage.  E dessa vez é “Taunting Cobras” que faz a alegria de todos.

Mais três sons de seu repertório próprio são tocados na sequência. As ótimas “Anathema” e “Episodes of Mania” do disco novo e a já clássica “Watching in Silence” do disco de estréia do CIIC.


Depois disso a grande supresa da noite. Os músicos do CIIC, com exceção de Zak, deixam o palco e os músicos da banda Soulspell são convidados à subir ao palco para executarem algumas músicas. Para quem não conhece, o Souspell é uma banda de Opera Metal nacional e que já lançou 2 discos, sendo que seu último trabalho “The Labyrinth of Truths” (Se você ainda não ouviu esse disco ouça, pois ele é ótimo) conta com a participação de Zak Stevens na faixa “Into the Arc of Time” num dueto com ninguém menos que Jon Oliva - lendário líder do Savatage.

A primeira música executada com o Soulspell é nada menos que a fantástica “The Wake Of Magellan”, que não era tocada desde 1998, quando Zak ainda fazia parte do Savatage. Depois eles executam “Into the Arc of Time” , do próprio Soulspell, e fecham este bloco com uma grande surpresa. “Gutter Ballet” (única música do Savatage no repertório que não conta originalmente com Zak nos vocais) é executada com a participação do tecladista Mauricio Del Bianco que mostrou que manda muito bem nos vocais, além de dominar seu instrumento.


Com o retorno dos músicos do CIIC ao palco são executadas mais quatro clássicos do Savatage. “Conversation Piece”, “He Carves His Stone”, ”Lights Out” e a belíssima “Anymore” que fecha o set normal.

Mais ainda havia mais uma supresa reservada. No Bis o baterista Johnny Osborn retorna sozinho ao palco e faz um pequeno solo onde dá uma massacrada na bateria. Ao final deste solo Zak Stevens pega as baquetas e assume a bateria. E para que não sabe ele é um ótimo baterista. As partes de bateria de cd “Watching In Silence” do CIIC foram todas gravadas por ele. Com Zak na bateria e o baixista "Mitch" Stewart assumindo os vocais eles executam “TNT” do AC/DC que fecha o show com chave de ouro.

Um fato que foi comum nesta apresentação da banda foi a invasão de palco por parte dos fãs. Nesses momentos os caras da banda mostraram o respeito que tem realmente pelos fãs pois trataram à todos com muito carinho. Nenhum fã foi agredido ou empurrado para fora do palco.

Enfim, foi um show ótimo !!! Tão bom que nem os problemas de atraso, calor, falhas no som e tudo mais fora suficientes para tirar o brilho desta noite especial. Como diria o próprio Zak Stevens, foi “Do Caralho”.

Espero que o CIIC ainda volte muitas vezes e que aquela tão sonhada turnê com o Jon Oliva’s Pain ainda aconteça.

Set List
1. Consequence Of Power
2. Symptoms Of Fate
3. Take Back Yesterday
4. Edge of Thorns (Savatage cover)
5. Out of Nowhere
6. Soul Breaker
7. Taunting Cobras (Savatage cover)
8. Anathema 
9. Episodes of Mania  
10.Watching in Silence
11.The Wake Of Magellan (Savatage Cover) - Com Souspell
12.Into the Arc of Time (Souspell) - Com Souspell
13.Gutter Ballet (Savatage cover) - Com Souspell
14.Conversation Piece (Savatage cover)
15.He Carves His Stone (Savatage cover)
16.Lights Out (Savatage cover)
17.Anymore (Savatage cover)

Bis:
18.T.N.T.(AC/DC cover)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails